domingo, 14 de fevereiro de 2010

Lute-Harpsichord



Aqui vai um link com algumas informações sobre o "Lute-Harpsichord", um instrumento "perdido" do Barroco que pode ter alguma relação com o repertório de alaúde de J. S. Bach.


Alguns pesquisadores acreditam que obras para alaúde de Bach (como a Suite BWV 996) teriam sido escritas para serem executadas neste tipo de cravo, cujo objetivo seria imitar o som do alaúde. Teoricamente este fato explicaria a necessidade de adaptação deste repertório para execução em um alaúde barroco de 13 ordens. Outros musicólogos e intérpretes da música escrita para alaúde neste período, defendem a "Teoria das Scordaturas" propondo novas afinações para uma melhor adaptação da música ao instrumento.
Existem várias transcrições para violão desta faixa do repertório instrumental Bachiano, sendo que o caminho para o início de um estudo um pouco mais aprofundado destas peças no violão parece ser a prática de comparar transcrições para o nosso instrumento com partituras de cravo de edições alemãs como a "Neue Bach Ausgabe", que é provavelmente o mais próximo do que seriam as edições originais. Um outro dado curioso, pelo menos em relação à BWV 996, é que não existem tablaturas de alaúde desta suite, o que era a prática de escrita barroca para este instrumento.

Enigmas!

Algumas sugestões de registros de audio:

  • no Alaúde: Jakob Lindberg - J. S. Bach Lute Music. BIS CD 587/588.
  • no "Lute-harpsichord": Gergely Sarkozy - Bach: BWV 996, BWV 997, Three Chorales. Hungaroton HCD 12461-2. / outra indicação: Robert Hill - Bach: Works for Lute Harpsichord. Hansller Editon cd 92 109.
  • no Cravo: As gravações de Gustav Leonhardt (não tenho as referência de catálogo).
  • no Violão: Julian Bream, Goran Sollscher, Paul Galbraith, Frederic Zigante, Manuel Barrueco, Sharon Isbin, etc.
  • Integrais: Teldec: Bach 2000.

Espero que tenham gostado deste post.

Grande Abraço e Bons Estudos!!!
[]

João Paulo Pessoa.

2 comentários:

Paula disse...

Sou leitora assídua do teu blog.
Além de nos dares o prazer de te ouvir... Ainda podemos ler o teu blog.
Rico trabalho.
Parábens!!!

Um abraço.

João Paulo Pessoa disse...

Muito obrigado pela força!
A idéia é seguir em frente.
Muita música e tudo de bom pra todos nós!

[]

João Paulo Pessoa.